Pages

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Anjinho só longe da mamãe


Não suporto quando alguém fala para mim ou qualquer outra mãe “foi só você chegar que seu filho se transformou”, “ele estava tão comportado sem você, sem você ele é ótimo”.

Tá, não sou mãe durona! Nem quero ser! Também não sou do tipo que deixa correr solto ou esquece o papel de mãe querendo ser amiga ou boazinha.

Sou mãe que quando brinca com filho não o faz por obrigação e nem pensa que precisa ser divertido, simplesmente porque para mim é divertido!

Sou mãe boba, que faz careta, que brinca a vontade , que vai no balanço, esquece de todos ao redor pagando mico, e vê a maternidade também como um presente para voltar a se divertir como quando criança.

Para alguns sou mãe cuidadosa, que se preocupa com a saúde, a alimentação, para outros sou mãe neurótica.

Sou mãe que beija, aperta e dá muito colo. Para alguns eu o mimo demais, para outros sou apenas uma mãe carinhosa.

Sou mãe que erra, algumas vezes por excesso de amor, outras por cansaço, ou pelo simples fato de ser humana.

Sou mãe que ri, que chora, que vibra!

E para você que acha meu filho um anjo longe de mim... que assim seja! Sou mãe que criou intimidade suficiente com filho para ele se sentir a vontade de testar os limites comigo. Que venham muitos testes! Que ele apronte e traga desafios para enfrentarmos juntos e continue agindo muito bem com tudo que aprendeu comigo quando não estou por perto.

#prontofalei

13 comentários:

Um espaço pra chamar de meu disse...

Engraçado que esta crítica é antiga, pois a minha mãe ouvia quando deixa eu e meus irmãos com a irmã, sempre alguém falava isso "vc chegou e pronto,estavam tão quietinhos..."
As coisas não mudam muito!!!
Enfim, nós mães nunca erramos por querer, erramos tentando acertar e uma professora que alfabetizou meu filho disse que isso se chama inteligência emocional, é o que vc falou, ele sabe com quem ele pode testar o limite....
Bom dia, querida!Saudades!!!

Marcio Carvalho disse...

Nunca encarei esse tipo de comentário como critica, pois entendo que realmente ficamos mais seguros para fazer determinadas coisas na presença dos nossos pais, as vezes fazem para chamar nossa atenção. Um vez fiquei preocupado com o meu filho mais velho, que estava tendo um comportamento ruim dentro de casa e fui perguntar para a professora se na escola era igual, fiquei feliz quando ela disse que ele era otimo, um anjo e muito educado, entendi que ele estava aprendendo as coisas certas e o comportamento em casa na maioria das vezes ou era para chamar minha atenção ou exagero da minha parte.

Cris Guimarães disse...

As pessoas gostam de falar, não é? Deixa falar...
O que importa é o relacionamento que temos com nossos filhos. Se eles se sentem à vontade conosco, inclusive para testar limites, melhor assim, pior se fingissem ser anjos que não são (nem desejo que sejam).
Beijos!!!!!!!!!!!!!!

1001roteirinhos disse...

Amei! Amei! Amei! Outro dia mesmo estava pensando sobre nossos erros como mãe e você resumiu o que eu penso. Não somos perfeitas, nem devemos querer ser, mas, com certeza fazemos o melhor que podemos e, às vezes, até mais do que poderíamos! Então que venham as críticas! Elas vão sempre existir. Mãe estraga o filho? Eu duvido! Acho que nenhum ser humano fica pior por ter amor e carinho, mas nos testar, isso eles vão testar sempre porque sabem que nosso amor é incondicional. Faz parte do amadurecimento. Deles e nosso, como mães. Grande beijo!

Tiffany Stica @blogdati disse...

Anamaria, certa vez uma pessoa da família me disse "você ama demais o Caio, cuida demais, é sempre perfeita, brinca e fica disponível demais. Isso não é bom porque ele pode se tornar um adulto problemático". Foi duro ouvir calada tantas críticas e em respeito ao familiar, agradecer e dizer que pensaria com carinho a respeito... Depois disso comecei a refletir sobre o quando acho maravilhoso (e meu filho, na reciprocidade de sentimentos e cuidados parece dizer o mesmo) agir com espontaneidade, amor, carinho, brincar, rir e mostrar-me disponível para ele quantas vezes forem necessárias e eu puder. Cheguei a comentar a história com algumas amigas e todas concordavam ou por terem bom senso ou por sermos todas mães corujas, hehe. o fato é que mesmo imperfeitas temos todas batalhado para sermos boas mães, presentes e possíveis dentro da correria do dia a dia e da estrutura familiar que escolhemos, por isso que os outros antes de criticar ou externar sua insatisfação com nossos esforços, que pensem um pouquinho mais a respeito, né?! E quando a gente não tiver opção sobre escutar "fulano fica melhor sem você", então podemos responder "que bom, você não acha?" e tocarmos em frente felizes. Bjs

Mãe do Theo disse...

Meu filho tem só 9 meses e sempre escuto isso rsrs!
Bjs,
Mãe do Theo
#amiga comenta

Creche Ladybug disse...

Oi Ana, Lindo texto.

Não esquenta não, é assim mesmo. Eles sempre se comportam melhor longe de nós. Aqui na creche isso é muito nítido, as crianças realmente mudam na presença dos pais (principalmente das mães, pois ficam mais seguros!

Mas oq ue importa é que o Lucas é ótimo e claro que isso é "culpa" sua, com todos os erros e acertos.

Bjs
Andrea

Thaty disse...

Normalmente quem me faz este comentário é minha mãe, mas eu nunca encarei como crítica não. Na verdade as crianças nunca são mesmo as mesmas na nossa frente e quando não estamos. E não é questão de ser durona ou molenga, é só questão de que eles nos amam e ficam felizes quando a gente chega, querem nossa atenção total e irrestrita.

No caso da minha mãe, eu sei que eles ficam ótimos e qdo eu chego começam a querer chamar a minha atenção...rsrs Me lembro que eu e minha irmã também éramos assim.

Beijos
Tati
Mulher e Mãe
#amigacomenta

Silvia Azevedo (@silvia_az) disse...

Os anos passam e os comentários são os mesmos. Acho que toda mãe já ouviu isso. mas encaro numa boa. Acho normal a criança querer chamar a atenção dos pais por passar o dia longe deles. Acho normal o filho se sentir seguro com os pais a ponto de ser autêntico. E lendo os comentários anteriores vejo que não estou sozinha nessa linha de pensamento. ;)

Bjos!
#amigacomenta

Inaiá Barbosa disse...

Também DETESTO este tipo de comentário!!!
Parece que a pessoa se acha melhor que nós!
eu dou um sorriro amarelo e dou lgo um jeito de sair da conversa e/ou de perto!
Aff viu!?
Bjux
#Amigacomenta

Rose Misceno disse...

É bem assim mesmo, tem gente que não sabe dos nossos filhos e que dar pitaco. É óbvio que a criança muda de comportamento de acordo com o meio e também de acordo com as pessoas que interagem com ele. Isso é normal, até nós adultos somos assim!! O problema que vejo são os adultos esperarem que as crianças sejam sempre iguais, isso é difícil de aturar!

Ótimo texto!!

Beijão.
@_maejestade
#amigacomenta
http://www.vidademaejestade.com/

Keka disse...

Aff tbem odeio quando chegam com essa; até vc chegar ele estava um anjinho! Amei o post! #amigacomenta

Keka disse...

Aff tbem odeio quando chegam com essa; até vc chegar ele estava um anjinho! Amei o post! #amigacomenta